Amigos corredores

terça-feira, 8 de dezembro de 2009

Comrades Marathon



Ela é a maior e mais tradicional ultramaratona do mundo, e uma das mais difíceis também. A prova existe desde 1921 e sempre é feita entre as cidades de Pietermaritzburg e Durban, todo o ano invertendo o percurso. Em um ano é “down run”, quando chega em Durban, que está no nível do mar, e no outro ano é “up run”, quando chega em Pietermartzburg, que está a 630 metros de altitude. O trajeto é todo cheio de subidas e decidas, sendo que as maiores e mais famosas montanhas por onde passa a prova são em número de 5 e são chamadas de “The big five”, uma alusão aos famosos The big five da África do Sul: Leão, Leopardo, Elefante, Rinoceronte e Búfalo.

Já a marcação de quilometragem, diferente de qualquer outra prova, é em contagem regressiva, o que traz um efeito psicológico positivo ou negativo dependendo do enfoque que você assume no seu intímo, no meu caso levei para o lado positivo, pois a minha primeira meta era concluir a meia Ultramaratona em 4h15m.

A edição 2010 da Comrades Marathon, competição de 89 quilômetros que será disputada no dia 30 de maio no trajeto descendente entre as cidades sul-africanas de Pietermaritzburg e Durban deverá reunir um recorde de inscritos, segundo a organização. São esperados cerca de 20 mil participantes e o número de finishers deve ser também o maior da história, o que levaria a prova a entrar no Guiness Book, o livro dos recordes.

O ultramaratonista Bruce Fordyce, nove vezes campeão da Comrades Marathon, é considerado o Rei da Comrades. Na história da Comrades ele quebrou cinco vezes o recorde dos 89 quilômetros e sua marca de 5h24min07 obtida em 1986 só foi superada em 2007 pelo russo Leonid Shvetsov. Na ocasião, Shvetsov marcou 5h20min49.

Fonte: www.webrun.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado por passar correndo por aqui! Deixe sua marca, se quiser.