Amigos corredores

quinta-feira, 18 de março de 2010

A História do Tênis


Em 1839, foi descoberta nos EUA, a fórmula de preservação da borracha.

Era o processo de Vulcanização, inicialmente utilizado por Charles Goodyear para melhorar a qualidade dos pneus que sua empresa fabricava. Algumas indústrias de calçados começaram então a substituir seus solados de couro pelos de borracha. Os novos calçados, mais leves e confortáveis, passaram a ser usados pelos bem-nascidos cidadãos da Costa Leste do país, em seus jogos de Criquet. Eram conhecidos como CRICKET SANDALS.

Não parecia uma revolução. Era só um tipo diferente de calçado que certamente se incorporaria ao guarda-roupa da elite da época. Mas não se tratava de um interesse passageiro. O novo calçado, também conhecido como SNEAKER, teve seu couro substituído por tecido. Com um preço mais acessível, o sneaker era vendido em lojas de departamentos e logo se tornou popular. Ao mesmo tempo, não perdeu a classe e em pés femininos, passou a ser usado nas quadras de tênis.

Era o calçado perfeito para acompanhar saques e corridas à rede. O tênis conquistou então seu nome definitivo, legenda e estandarte de um estilo de vida. Em 1920 surge o primeiro calçado de corrida do mundo, mais leve e confortável, foi criado por Adolph Dassler. Até então, as pessoas corriam, jogavam rugby e futebol com seus sapatos de todos os dias, pesados e desconfortáveis.

Na década de 50, o tênis se tornou popular entre os jovens, andou por aí calçando pés dos símbolos da juventude rebelde tipo James Dean, o pop star Buddy Holly e Elvis Presley.

Nesses anos todos, o "sneaker" sofreu milhões de modificações, mas acabou sendo, sem dúvida, o calçado mais poderoso do nosso século. O que antes era um calçado de borracha e tecido é hoje um mundo de tecnologia a seus pés. É um misto de rebeldia e conforto, beleza e ousadia. Não é só um calçado nem para quem fabrica nem para quem usa. Materiais, design, funções, tudo amadurece com cuidado nas pranchetas dos seus criadores. A imaginação parece não ter limites. É uma mania mundial.

Em 1990, foram consumidos cerca de 150 milhões de pares de tênis no Brasil e 500 milhões nos Estados Unidos. É calçado de todo o dia. Está nos pés do atleta e de gente famosa ou nos pés de quem só quer caminhar. A divulgação do tênis está sempre associada ao esporte, aos atletas campeões. Porque os fabricantes sabem que as pessoas se identificam com os vencedores. O esporte dá credibilidade ao tênis, é sua reafirmação. O tênis oferece proteção e segurança para os praticantes de qualquer esporte, com o apoio da pesquisa e da tecnologia. Tudo isto sem abrir mão da estética, da beleza, das cores fortes, bem combinadas e alegres. Assim como o minissaia e o jeans, o tênis assinou com vigor uma página importante de comportamento. Muito mais do que uma simples moda, o tênis pode ser considerado o calçado do século. Sem o tênis, o passo da humanidade certamente seria outro.

Fonte: http://www.worldtennis.com.br/news/a-história-do-tênis.html

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado por passar correndo por aqui! Deixe sua marca, se quiser.