Amigos corredores

segunda-feira, 22 de março de 2010

Ironman Brasil completa dez anos em Florianópolis


Foto: http://www.clicrbs.com.br/zerohora

A Disputa, no dia 30/5, é a única seletiva da América Latina para o Mundial Ironman no Havaí

Considerada a mais importante prova do triatlo nacional, o Ironman Brasil está em festa. A competição, única seletiva da América Latina para o Mundial Ironman no Havaí, completará dez anos em Florianópolis em grande estilo. A prova, marcada para o dia 30/5, com largada e chegada no Clube Doze de Agosto, em Jurerê Internacional, reunirá número recorde de 1650 competidores representando nada menos que 35 países. O desafio é para homens e mulheres de aço, com 3,8 km de natação, 180 km de ciclismo e 42,1 km de corrida. Em jogo a premiação de 50 mil dólares, divididos entre os melhores profissionais, e 50 vagas para o Havaí, estas para amadores e profissionais.

Já consolidada no calendário internacional, a competição completa uma década na capital catarinense. A cidade foi escolhida pela Latin Sports para sediar o evento, proporcionando o cenário perfeito para um dos mais emocionantes desafios esportivos. Pois, o Ironman tem, ao final da prova, inúmeros vencedores.

"Estamos felizes em completar esta data histórica de uma competição que já tem a cara da cidade. E para comemorar esta parceria, nada melhor do que reunir os melhores do mundo e uma disputa de elevado nível técnico", explica Carlos Galvão, diretor-geral do Ironman Brasil 2010.

Parte do calendário internacional de seletivas do Mundial Ironman, a disputa brasileira acaba atraindo competidores de diversas partes do mundo. A presença de representantes de 35 nações de cinco continentes é a melhor prova disso. Estes vêm ao país em busca das 50 vagas para o Havaí, em sua maioria para as categorias amadoras - no profissional são três para o masculino e duas para o feminino.

Outro atrativo é a premiação oferecida. São 50 mil dólares de prêmio, divididos entre os dez mais bem colocados no masculino e feminino. Os primeiros colocados levam para casa US$ 8 mil, enquanto os vice-campeões ficam com US$ 5 mil e os terceiros US$ 3 mil. Todos os que completarem a prova dentro das 17 horas limite, receberão uma medalha e uma camiseta de finisher.

Em 2009, os vencedores foram o argentino Eduardo Sturla, que completou a prova com o tempo de 8h13min38seg, e a norte-americana Dede Griesbauer, com a marca de 9h10min14seg. Os melhores brasileiros na disputa foram Reinaldo Colucci, que terminou em segundo lugar, 8h28min07seg, e Ana Lidia Borba, quinta colocada no feminino, 9h52min28seg.

Os melhores do ano passado foram os seguintes:

Masculino
1 Eduardo Sturla (ARG), 8h13m38s
2 Reinaldo Colucci (BRA), 8h28m07s
3 Petr Vabrousek (CZE), 8h37m17s
4 Ezequiel Morales (ARG), 8h39m00s
5 Raul Furtado (BRA), 8h53m19s
6 Lucas da Silveira Pretto (BRA), 8h56m48s
7 Leandro Bonet (ARG), 8h57m36s
8 Fábio Carvalho (BRA), 8h59m07s
9 Virgílio de Castilhos (BRA), 9h02m44s
10- Ivan Albano Júnior (BRA), 9h04m37s

Feminino
1 Dede Griesbauer (EUA), 9h10m14s
2 Charlotte Kolters (DIN), 9h18m31s
3 Heather Gollnick (EUA), 9h31m41s
4 Sara Gross (CAN), 9h44m45s
5 Ana Lídia Borba (BRA), 9h52m28s
6 Fernanda Keller (BRA), 9h54m11s

www.ironmanbrasil.com.br

Fonte: http://runnersworld.abril.com.br/noticias/ironman

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado por passar correndo por aqui! Deixe sua marca, se quiser.