Amigos corredores

domingo, 16 de outubro de 2011

Minha amante




Tarefa difícil de encarar
Mas não vejo outra saída
E tenho de confessar:
Sim, eu tenho uma amante

Uma amante que me faz delirar
Que esquenta meu corpo até suar
É meu barato, meu êxtase
Leva-me à loucura
E está sempre a minha procura
Para me acariciar

Não há dia certo, nem horário
Para a gente se amar
O encontro é físico, é real
Que me torna mais saudável
Em ambos os aspectos
Seja físico ou espiritual

Ajuda-me nos meus estudos
Deixa minha cabeça mais serena
Fico leve como uma pena
E minha mente se liberta

Quando escrevo meus poemas
É forte a sua presença
Em minha alma, em minha mão
Aliás, vários escritos
Foram rascunhados
Graças à sua inspiração

Minha amante tem nome e prenome
Chama-se corrida de rua
A quem quero amar
Enquanto Deus me der forças
E neste chão ainda pisar

Porque tenho de correr
Para frente, para a vida
É uma paixão muito forte
Estive distante algumas vezes
Sempre retorno, porque correr me mostra o norte
Alex Dahlke
16 outubro 2011

We have to keep running!

Um grande abraço aos amantes da corrida.


Imagem: Google imagens

5 comentários:

  1. Alex, uma amante linda você tem. Que bom que é assim. Eu preciso urgentemente voltar a me apaixonar por alguma coisa saudável, ando muito preguiçosa.
    Adorei o poema.
    Grande beijo

    ResponderExcluir
  2. Obrigado, Elzinha!
    Realmente, a corrida é um excelente esporte.

    Abração!

    ResponderExcluir
  3. Hi Alex,

    beautiful and touching!

    Keep running...

    ResponderExcluir
  4. Thanks, Ms Harkins!
    Valeu, Cris e Oliveira!
    Um grande abraço e boas corridas.

    ResponderExcluir

Obrigado por passar correndo por aqui! Deixe sua marca, se quiser.